quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Dica de manejo 1 - Antes de acrescentar as minhocas ao sistema, composte!


Aprendendo a manejar seu minhocário - Dica 1

Antes de acrescentar as minhocas ao sistema, composte!

A compostagem produz naturalmente calor durante a decomposição (que envolve diversos microseres). Você irá perceber isso durante suas experiências.

As minhocas são termosensíveis, ou seja, são tolerantes ao calor ou ao frio excessivo e necessitam de um ambiente fresco, livre da exposição do sol, arejado e coberto.

Portanto, devemos iniciar a compostagem sem minhocas. 

Veja como é fácil e simples.

Sugiro que separe seus resíduos orgânicos em um balde próximo a cozinha. Lembre-se de picá-los bem, quanto maior for a superfície de exposição, maior ser a economia de tempo do processo. Na composteira, ou no minhocário, pedaços grandes levam muito mais tempos se estiverem inteiros do que se estiverem picados.



Evite colocar cascas de frutas cítricas (limão, laranja etc), temperos fortes (cebola, alho), derivados de animais e alimentos cozidos. 
Há outras maneiras de se tratar esses resíduos, mais tarde falarei sobre.


Na compostagem a umidade do sistema é fator chave para sucesso. Você deve controla-la para que o processo se dê por completo, sem cheiro e no tempo certo. 
Para controlar essa umidade, a estrutura dos baldes possui os furos em baixo, sendo capaz de drenar o líquido resultante do processo para a última camada e você tem que adicionar um material seco ao resíduo, para que esse absorva a umidade excessiva gerada na decomposição.

Recomendo o uso de serragem em cavaco (não em pó). Pode ser encontrada nas serrarias, livres de cola e verniz. É grátis! E você ainda está eliminando esse outro resíduo que vai parar em aterros.


 Após forrar o fundo, evitando que o resíduo úmido entupa os furos de drenagem. Jogue por cima seu resíduo picado.


Acrescente uma fonte de bactérias. Você encontra isso em composto, resíduo em decomposição (como no caso da foto), húmus de minhoca comercial, ou até mesmo em terra coletadas em bosque.
Se você não achar nenhum desses, não tem problema. Essas bactérias felizmente estão no ar. Mas se você inocular, acelera o processo.


Cubra com mais serragem


E misture tudo, de forma ao úmido entrar em contato com o seco.


Recomendo utilizar algumas ferramentas de jardinagem (limpe-as depois do uso, para maximizar seu tempo de vida) ou utilize as mãos e conecte-se com Gaia.



Você pode colocar por cima borra de café seca, que é um excelente controlador de odores e mosca. Além de tratar esse outro resíduo também. Mas coloque a borra para secar antes. Para secá-la, basta colar em um prato e deixar em um lugar quente, abrigado da chuva.



Até o papelzinho do filtro vai junto.


Mas você também pode utilizar outros materiais secos como apara de grama seca, folhas secas e eventualmente cinza de lenha. 
Há também a possibilidade de se utilizar jornal ou folhas de caderno, porém não as recomendo. A composição das tintas possui chumbo, um metal pesado que contamina o solo.



O ideal é que o material seco cubra ao máximo possível o material úmido orgânico, pois quando há material úmido na superfície o mesmo pode atrair mosquinhas.
Se isso acontecer, veja como controlar em: http://cadicominhocas.blogspot.com/2012/09/motivos-que-fazem-um-minhocario-ficar.html
Mas lembrem-se, esses outros seres também são bem vindos, apesar de às vezes parecerem incômodos, todos estão fazendo a brilhante função da decomposição, sem eles o mundo teria um cheiro horrível e sufocante.


Avante a Revolução das Minhocas!

3 comentários:

Fred Puerta disse...

Olá Thaler,

Realmente mto bom....um excelente trabalho que vc está fazendo...primeiramente meus parabéns pela idéia e trabalho com amor aplicado...
Também estou fazendo uma composteira aqui em casa....gostaria de compartilhar algumas experiências...hoje depois de aproximadamente uns 3 a 4 meses tenho um composto estabilizado...vi tbm que é bem possível gerenciar os nossos resíduos orgânicos....em breve pretendo conversar contigo para compartilharmos nossas experiências....e quem sabe me envolver nesse teu projeto....valew abraços...Fred

soleducador disse...

Parabéns pelo blog , fiz com baldes separados sem as minhocas,agora fiz um igual ao seu com três baldes.Minha turma do segundo ano está adorando.

MIRABOLADOS disse...

Olá thaler.
adorei seu blog, mora na bahia e tb coomeçei a fazer meu minhocario e uma horta suspensa, porem tenho muitos cachorros, enfim fiquei com duvida, quantas minhocas devo por? o primeiro balde fica com o resido orgânico?
eo segundo terra e minhoca?
agradeço a resposta caso queira entrar em contato meu e-mail diogo.ba.d2@hotmail.com

Postar um comentário

 
Licença Creative Commons
O trabalho Cadico Minhocas de Cadico Minhocas foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em cadicominhocas.blogspot.com.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://cadicominhocas.blogspot.com/.